Blog

Curiosidade: como é feita a pavimentação asfáltica?

A correta pavimentação de um local garante que a estrutura de um local ou de uma estrada esteja pronto para o projeto que ali irá acontecer.  Quando falamos de pavimentação asfáltica sabemos o quanto a má qualidade das nossas vias urbanas refletem no nosso dia a dia. Assim,  segundo a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Asfalto (Abeda), mais de 90% das estradas pavimentadas nacionais são de revestimento asfáltico.

 Para que você entenda melhor, o sistema de pavimentação funciona a partir de quatro camadas principais: revestimento de base asfáltica, base, sub-base e reforço do subleito. Tudo isso depende muito do tipo de tráfego, do solo existente e da vida útil do projeto, o revestimento pode ser composto por uma camada de rolamento e camadas intermediárias ou de ligação. Nos casos mais comuns utiliza uma única camada de mistura asfáltica como revestimento. Na hora de pavimentar, o asfalto pode ser fabricado em usina, fixa ou móvel, além de poder ser preparado na própria pista.  Além da forma de produção, os revestimentos também podem ser classificados quanto ao tipo de ligante utilizado: a quente com o uso de concreto asfáltico, o chamado Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBQU) ou a frio com o uso de emulsão asfáltica (EAP).

Este modelo é o mais utilizado no Brasil, e trata-se do produto da mistura de agregados de vários tamanhos e cimento asfáltico, ambos aquecidos em temperaturas previamente escolhidas, em função da característica viscosidade-temperatura do ligante. Por serem mais econômicas, as de acabamento a frio são mais utilizados em revestimento de ruas e estradas de baixo volume de tráfego, como camada intermediária e em operações de conservação e manutenção.

Aqui na Romptec, você encontra serviço de pavimentação e muitos outros. Entre em contato e saiba mais!

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Outros Posts

Preencha o formulário para entrar em contato